A semiótica e a análise de gêneros multimodais: uma proposta de ensino de língua portuguesa na educação básica
PDF

Palavras-chave

semiolinguística; anúncios; produtos bancários; leitura; ensino de leitura.

Como Citar

O. SANTOS, A.; M. DUARTE , J.; F. SOUZA, R. A semiótica e a análise de gêneros multimodais: uma proposta de ensino de língua portuguesa na educação básica . SEDA - Revista de Letras da Rural-RJ, v. 5, n. 12, p. 159-174, 15 jan. 2021.

Resumo

Utilizando-se de fôlderes de anúncios de produtos bancários, este trabalho propõe a fazer uma análise semiolinguística de discursos tecidos por escrita e imagem que estão presentes nesses materiais. Além disso, propõe-se a oferecer atividades de leitura com base nessas análises, articulando a Teoria Semiolinguística ao ensino de língua portuguesa. Para a construção do trabalho, selecionamos os seguintes pontos para a discussão: contrato de comunicação e sujeitos do ato de linguagem, imaginários sociodiscursivos, modo enunciativo (alocutivo), léxico e imagem. Os resultados permitiram revelar quais são as estratégias usadas pelo Eu-comunicante para captar o leitor e fazê-lo aderir a sua proposta. A partir desses resultados, criamos e apresentamos um quadro de tarefas/questões que podem ser usados pelos professores ou inspirá-los na construção de outras atividades de leitura.

PDF

Referências

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/conselho-nacional-de-educacao/base-nacional-comum-curricular-bncc-etapa-ensino-medio. Acesso em 09 de nov de 2020.
BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: ensino médio. Diponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/14_24.pdf Acesso em 09 de nov de
CHARAUDEAU, P. Les stéryotipes, c´est bien. Les imaginiares, c´est mieux. Os estereótipos, muito bem. Os imaginários, ainda melhor (Trad. André Luiz Silva [Cefet-MG] e Rafael Magalhães Angrisano [Cefet-MG]: Entrepalavras, Fortaleza, v.7, p. 571-591, jan./out. 2017]. Disponível em: http://www.patrick-charaudeau.com/Les-stereotypes-c-est-bien-Les.html. Acesso em: 31 dez. 2019.
CHARAUDEAU, P. Linguagem e discurso: modos de organização. São Paulo: Contexto, 2008.
CHARAUDEAU, P. Uma análise semiolinguística do texto e do discurso. In: PALIUKONIS, M. A. L.; GAVAZZI, S. Da língua ao discurso: reflexões para o ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007.
CHARAUDEAU, P. Linguagem e discurso: modos de organização. São Paulo: Contexto, 2008.
GUIMARÃES, L. A cor como informação: a construção biofísica e cultural da simbologia das cores. São Paulo: Annablume, 2000.
JODELET, D. Representações Sociais: um domínio em expansão. In: JODELET, D. (org.); ULUP, L. (trad.). As Representações Sociais. Rio de Janeiro: EdUerj, 2001.
KOCH, I. V.; ELIAS, V. M. Ler e compreender os sentidos do texto. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2006.
KOCH, I. G. V.; TRAVAGLIA, L. C. A coerência textual. 14. ed. São Paulo: Contexto, 1991.
MARCUSCHI, L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola, 2008.
MONNERAT, R. S. M. A publicidade pelo avesso: propaganda e publicidade, ideologias e mitos e a expressão da ideia – o processo de criação da palavra publicitária. Niterói: EdUFF, 2003.
MOSCOVICI, S. Das representações coletivas às representações sociais: elementos para uma história. In: JODELET, D. (Org.); ULUP, L. (Trad.). As Representações Sociais. Rio de Janeiro: EdUerj, 2001.
SANTOS, A. O. Perfeito para ele/ perfeito para ela: representações do ethos feminino/ masculino em publicidade com automóveis. Dissertação de Mestrado. Niterói: UFF, 2009.
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 SEDA - Revista de Letras da Rural-RJ