O “relato real” de Javier Cercas em Soldados de Salamina
PDF

Palavras-chave

Representação
Metaficção
Javier Cercas

Como Citar

MAGALHÃES DE OLIVEIRA ÁVILA, A. M. O “relato real” de Javier Cercas em Soldados de Salamina. SEDA - Revista de Letras da Rural-RJ, v. 6, n. 13, p. 113-142, 30 maio 2022.

Resumo

Este artigo apresenta uma análise da obra Soldados de Salamina, de Javier Cercas, considerada pela crítica como um dos melhores romances publicados neste século. Procura-se destacar o caráter metaficcional da obra e analisar como o autor relativiza a exploração do real na narrativa, sobretudo ao duplicar-se como narrador-personagem. O romance apresenta um complexo jogo entre o real e o ficcional, a começar pelo fato de se propor a narrar a biografia de um personagem da Guerra Civil de 1938, Rafael Sanchez Mazas, um dos fundadores da Falange espanhola, que teria escapado com vida de um fuzilamento. O livro mostra a busca do narrador-personagem Javier Cercas pela história de Mazas, ao mesmo tempo que tenta resgatar sua veia de escritor. Nesse intrincado jogo entre o fato e ficto, o autor reflete sobre questões caras à literatura, como o próprio fazer literário, a construção do herói e sobre a importância da literatura para o resgate da memória pessoal e coletiva, para retirar do esquecimento os verdadeiros heróis que a História não conta. Considerando que boa parte da crítica aponta para um “retorno do real” na literatura contemporânea, a obra em pauta nos provoca uma reflexão sobre a representação da realidade na literatura.

PDF

Referências

ARISTÓTELES. Poética. In: Aristóteles. São Paulo: Abril Cultural, 1973. (Os Pensadores).

BARTHES, Roland. O efeito de real. In: O rumor da língua. Trad. Mário Laranjeira. São Paulo: Cultrix, 2004.
_____. Aula. Trad. Leyla Perrone-Moisés. 11ª ed. São Paulo: Editora Cultrix, 2004b.

BOSI, Alfredo. Debatedor da exposição “Lógica das diferenças e política das semelhanças. Da literatura que parece história ou antropologia e vice-versa”. In:

CHIAPPINI, L.; AGUIAR, F. W. de (Org.). Literatura e história na América Latina. São Paulo: Edusp, 1993. p.135- 141.

CERCAS, Javier. Os soldados de Salamina. Tradução de Wagner Carelli. 2 ed. São Paulo: Globo, 2012.
CERCAS, Javier e TRUEBA, David. Diálogos de Salamina. Ed. Luis Alegre e fotografias e David Airob. Barcelona: Tusquets; Madrid: Plot, 2003.

COMPAGNON, Antoine. “O mundo”. In.: _____. O demônio da teoria: Literatura e senso comum. Trad. Cleonice Paes B. Mourão, Consuelo F. Santiago. BH: Ed. UFMG, 2001. p.97-137.

FOSTER, Hal. O retorno do real. São Paulo: Cosac Naif, 2015.

HUTCHEON, L. Poética do pós-modernismo: história, teoria, ficção. Rio de Janeiro: Imago, 1991.

LEMUS, Victor. Un secreto esencial: Literatura y memoria histórica en Soldados de Salamina, de Javier Cercas. Ipotesi - Revista de Estudos Literários. Juiz de Fora, v. 11 - n. 2 - jul/dez – 2007.

PELLEGRINI, T. Realismo: postura e método. Letras de hoje. Porto Alegre, v.42, n.4, p.137-155, dez./2007.
______. Realismo: modos de usar. Estudos de literatura brasileira contemporânea. Brasília, n.39, jan./jun. 2012, p. 11-17.

PEREIRA, Flavio. A poética do “relato real” em Soldados de Salamina. Revista de Literatura, História e Memória. Cascavel, vol. 7 - Nº 10- 2011, p. 101-113.

PRATS, Javier Lluch. La dimensión metaficcional en la narrativa de Javier Cercas. Madrid. Centro Virtual Cervantes. AISPI. Actas XXII (2004).

RANCIÈRE, J. O efeito de realidade e a política da ficção. Novos estudos CEBRAP. São Paulo, n.86, p.75-99, mar./2010.

SAVAL, José (2007), “Simetría y paralelismo en la construcción de Soldados de Salamina”, Letras Hispanas. Revista de Literatura y Cultura, Edición especial: “Manifestaciones narrativas en la España del siglo XXI”. Volume 4, Issue 1, Spring. Disponível em: http://hispanismo.cervantes.es/revista.asp?DOCN=2277, acesso em 26 de agosto de 2013.

SCHOLLHAMMER, K. E. Os novos realismos na arte e na cultura contemporâneas. In: PEREIRA, Miguel; GOMES, Renato Cordeiro; FIGUEIREDO, Vera Follain de (org.).
Comunicação, representação e práticas sociais. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio; Aparecida, SP: Ideias e Letras, 2004.

WAUGH, P. Metafiction. The theory and practice of self-conscious fiction. London and New York: Routledge: 1984.
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 SEDA - Revista de Letras da Rural-RJ