A cronística de Gaspar de Carvajal: realidades do Novo Mundo e do Velho Mundo
PDF

Palavras-chave

Cronística; Novo Mundo; Discurso

Como Citar

PIRES DE SOUSA DO ROSÁRIO, J.; HENRIQUE LOPES DE ALMEIDA, C.; MARTINS DE SOUZA , C. A cronística de Gaspar de Carvajal: realidades do Novo Mundo e do Velho Mundo. SEDA - Revista de Letras da Rural-RJ, v. 6, n. 13, p. 18-30, 30 maio 2022.

Resumo

: O trabalho apresenta a cronística de Gaspar de Carvajal intitulada Descubrimiento del Río de las Amazonas que retrata a expedição de Francisco de Orellana e Gonzalo Pizarro em 1541/1542 quando cruzaram o rio Amazonas. Na obra, notamos a descrição da conquista do Novo Mundo que significou uma aproximação com os ideais do Velho Mundo. Duas realidades distintas que ganharam representatividade nesse processo. O novo cenário repleto de contrastes que surgiu diante dos olhos curiosos dos conquistadores, aos poucos se tornaria um lugar onde confirmariam a existência do que já haviam tomado como verdade, em virtude principalmente das leituras das novelas de cavalaria e de uma visão etnocêntrica do Novo Mundo. Os mitos também impulsionaram a exploração e dominação de novos territórios. Para isso, desenvolveram-se estudos bibliográficos sobre os temas, utilizando-se autores como Irving (1996), Pizarro (2009), Heufemann-Barría (2014), Mignolo (1982), Almeida (2013) entre outros. O resultado deste trabalho busca apresentar as realidades do Novo Mundo e do Velho Mundo presentes no discurso de Carvajal e a contribuição da cronística para futuras pesquisas sobre o tema.

PDF

Referências

ALMEIDA, Carlo Henrique Lopes de. A vocação literária no pensamento historiográfico de Gonzalo Fernández de Oviedo y Valdés. 2013.160 f. Tese (Doutorado em Letras e Linguística) – Faculdade de Letras, UFG, 2013.

CARVAJAL, Fray G. de. Relación del Descubrimiento del Río de las Amazonas. Edición y notas de Nieves Pinillos Iglesias, Madrid: Babelia, 2011.

FRANCO JÚNIOR, Hilário, 1948- A Idade média: nascimento do ocidente / Hilário Franco Júnior. -- 2. ed. rev. e ampl. -- São Paulo: Brasiliense, 2001.

GONDIM, Neide. A Invenção da Amazônia, São Paulo, Marco Zero, 1994.

HEUFEMANN-BARRÍA, Elsa Otilia. Orellana, Ursúa y Lope de Aguirre: Sus hazañas novelescas por el Río Amazonas ( siglo XVI). 2ª EDICIÓN, La Mirada Malva, 2014.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Visão do paraíso: os motivos edênicos no descobrimento e colonização do Brasil. SP: Companhia das Letras, 2010.

IRVING, A. Leonard. Los libros del conquistador. México: Fondo de Cultura Económica, 1996.

MIGNOLO, Walter. Cartas, crónicas y relaciones del descubrimiento y la conquista.1982.

PEDRO, Juliana de Castro. Descobrimentos no Alto Amazonas. Crônicas e Relatos na Colonização da América. XVII Encontro Nacional de História – O Lugar da História. Campinas, UNICAMP, 2004.

PIZARRO, Ana. Imaginario y Discurso: La Amazonía. Revista de Crítica Literaria
Latinoamericana. Universidad de Santiago de Chile, Año XXXI, Nº 61. Lima-Hanover, 2005.

SOUZA, Laura de Mello e. O diabo e a terra de Santa Cruz: feitiçaria e religiosidade popular no Brasil colonial. São Paulo: Companhia das Letras, 1986.

TODOROV, Tzvetan. A Conquista da América: a questão do outro, São Paulo: Martins Fontes, 1999.
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 SEDA - Revista de Letras da Rural-RJ